Oficina auxilia na educação e no entendimento de obras espíritas | SBEBM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em “Obras Póstumas” Allan Kardec afirma que “é pela educação, mais do que pela
instrução, que se transformará a Humanidade”. Essa orientação inspira o Departamento
de Educação Espírita que faz parte da Sociedade Beneficente Espírita Bezerra de
Menezes (SBEBM). Uma das ações realizadas há 63 anos, em Porto Alegre, é a Oficina
Doutrinária de Leitura, Escrita e Interpretação. A finalidade do trabalho é auxiliar os
participantes no desenvolvimento desses quesitos sob o foco do espiritismo.
Neste ano, nove facilitadores da SBEBM atuaram nos encontros que iniciam com a
leitura do “Evangelho Segundo o Espiritismo”, seguida de prece e comentário para os
grupos divididos conforme as necessidades afins dos integrantes. Posterior, ocorrem
preleções ligadas à doutrina importantes para o acolhimento. “Eu e os facilitadores
buscamos as preleções em obras que lemos. Tudo é muito lúdico. Depois, cada grupo
vai para a sua sala. Uma vez por mês fizemos o trabalho de integração com um tema
abrangente para todos”, explica a coordenadora da oficina Rosimeri Cavalheiro Soares.
Ao longo de 2018, o tema abordado foi a água e a natureza relacionada às obras básicas
do espiritismo. “É um trabalho muito bonito que integra e auxilia na convivência em
família. Colocamos nas atividades associações com cuidados de saúde como hidratação,
alimentação e realização de exames médicos. Eles nos contam que estão bem de saúde,
e aqueles que não, ajudamos e damos apoio”, complementa Rosimeri.

Grupos

A Oficina Doutrinária de Leitura, Escrita e Interpretação divide-se em quatro grupos:
Girassol, Margarida, Violeta e Orquídea. O Girassol volta-se para adultos que não
frequentaram escola, leem, não escrevem ou possuem dificuldades na leitura e escrita. O
Margarida direciona-se aos alfabetizados com compreensão e domínio da leitura e
escrita, mas que ainda estão em processo de alfabetização. O Violeta acolhe aos
participantes que interpretam textos e operações matemáticas, entretanto, têm
dificuldades. Por fim, o grupo Orquídea consolida a competência da leitura, a
compreensão das preces e o estudo do “Evangelho Segundo o Espiritismo” e do “Livro
dos Espíritos”.
Os facilitadores atuam com base nas normas do Estudo Sistematizado da Doutrina
Espírita. No próximo ano, a previsão é de que os voluntários da oficina façam a
introdução de “A Gênese” em todos os grupos. “Tudo de forma tranquila e sem muita
pressa porque o conhecimento é adquirido de acordo com a prontidão de cada um e com
a
melhoria da condição de entendimento. Estamos ali para acolher, auxiliar na escrita
correta das palavras, no uso do vocabulário, no uso sistemático do dicionário e na
escrita de pequenos textos. Queremos que eles desenvolvam o hábito da leitura para
recriarem ou obterem informações quando forem à biblioteca”, declara a coordenadora.
Durante as ações da oficina também ocorrem confraternizações entre os grupos,
passeios e viagens que colaborem para promover a socialização, a construção de valores
e os recursos para aperfeiçoamento e esclarecimento da doutrina espírita. “Colocamos
para eles a importância do tempo de cada um no trabalho. Jesus sempre nos fala que o
tempo é um divino talismã. Em qualquer hora estamos tendo orientações para nos
auxiliar e entender que toda vez que faço algo para me melhorar, estou olhando para o
outro, pois aquilo que muda em mim, muda um pouco do mundo”, finaliza Rosimeri.

Recesso

A Oficina Doutrinária de Leitura, Escrita e Interpretação acontece todas às terças-feiras
das 14h às 17h na sala multiuso 2 na SBEBM. No entanto, no dia 12 deste mês, os
trabalhadores entraram em recesso e as atividades retornarão em 12 de março de 2019.
Os interessados em participar da oficina devem se dirigir ao local a partir dessa data em
qualquer terça-feira no horário do trabalho no turno da tarde. A oficina é para maiores
de 18 anos que não precisam ser espíritas e nem frequentarem a Casa de Bezerra.
Contudo, o pré-requisito para a inscrição em um dos grupos envolve ordem e disciplina
na execução das atividades.